Diálogos entre flores e gotas

A escuta, é uma das riquezas da prática terapêutica. Entretanto, é preciso saber, para escutar.

Nesse exercício de aprender e aprimorar a tradução da voz da alma humana, cheguei a um autor em homeopatia que vem revisitando, na atualidade, a maneira do ouvir homeopático. Ele é indiano, portanto, e´ fluido na compreensão de que todos os seres da natureza estão interligados!

Sankaran nos diz através de seus temas bem escritos e exemplificados pelos seus poéticos atendimentos, que nós seres humanos vibramos em duas canções; a canção que nos une a todos, seres da espécie humana, onde compartilhamos os mesmos medos e ânsias próprios da historia de nosso desenvolvimento no planeta. Mas há também em nós uma outra canção, aquela que nos une a outros seres, aqueles que pertencem ao reino das plantas, ao reino dos animais e ao reino dos minerais.

De pronto, associei aos sistemas de florais que têm pesquisas e essências nesses reinos.....onde esses saberes se encontram?......reflito.....mais 100 anos e o pai da homeopatia teria criado os sistemas florais(!..), ou será Dr. Bach o espirito continuado de Hahnemann?!......

Nesses dias, vivi uma linda escuta terapêutica onde pude encontrar no meu cliente a voz de outro reino.

Foi assim:

“ .....estou desesperado, fui promovido na empresa para um posto de direção máxima. Eu não suporto isso, saio de casa todos os dias em prantos, com uma vontade de fugir, desaparecer. Quando penso em enfrentar todas aquelas pessoas, ser questionado, ter que manter uma imagem, fazer palestras e reuniões fico apavorado. Tenho medo de não conseguir, queria que me deixassem em paz, como antigamente! Eu não suporto estar exposto, não suporto estar em evidência, é muito ameaçador! ...Neste final de semana eu estava no parque com meus filhos e vi um caramujo.......ah, pensei de imediato,......me sinto como você!!!!”

Como terapeuta floral e homeopata, não pude conter um contentamento e encantamento.....meu cliente havia se conectado ao reino dos moluscos, aquela era a canção que o ligava a natureza, ele me dizia, de pronto, quem poderia ajuda-lo a resolver a dissonância entre as suas duas canções....o reino da natureza até aquele momento habitando dentro dele estava sem voz e provocando dissonâncias, stressores...

Grata Sabina Pettitt por existir e criar a essência floral HERMIT CRAB! Esse pequenino molusco era a canção para ajudar quem precisava estar em paz por apreciar estar só, mas que isso não impedisse,ou fizesse desenvolver uma conduta esquiva e amedrontada diante dos ” relacionamentos, da vida, do seguir em frente. Que possamos estar bem conosco, não importa onde estejamos. Que possa aliviar o medo, e que, a sensação de liberdade e auto-integridade permita que nos sintamos `a vontade nas muitas e diferentes circunstâncias da vida”(Sabina Pettitt)

Tereza Guimarães

Inverno no nordeste de 2019

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square