Uma Ode ao Dr.Bach




Quando nos aprofundamos no trabalho pioneiro do Dr. Bach observamos a vastidão de seu conhecimento. O trabalho com as essências florais não surgiu assim como um êxtase, um chamado ou um arroubo espiritual. Ele tinha uma personalidade investigativa desde cedo, um desejo pelo desenvolvimento do ser humano e uma herança inegável do amor por jardins e a natureza, fruto da tradição céltica do povo inglês.


Trilhando a historia da medicina, vamos encontrar desde o berço grego, o olhar para a saúde caminhando sempre sob duas vertentes:


-A organicista, onde a saúde deveria ser olhada e preservada como uma máquina, e cujos indicadores tangíveis, materiais, tinham seu maior valor.

-E uma vertente vitalista, onde a saúde provinha de um jogo complexo de forças inter-relacionadas, e provenientes de todas as expressões, visíveis e invisíveis, no qual estávamos mergulhados desde sempre, durante o processo do existir.


Essas duas vertentes caminham lado a lado desde então e sempre, sucedendo-se em visibilidade e importância com o passar dos séculos. Poderia enumerar aqui uma lista significativa de nomes pertencentes a essas duas vertentes, todos buscando respostas a uma única pergunta:


Saúde para quê?............


Sim, parece fácil, mas esta não é uma pergunta assim tão simples!


Uma vertente diria: saúde para viver bem, trabalhar, progredir, ser feliz, e tantas outras reflexões coerentes com o simples ato de existir.


Uma outra vertente diria: saúde para alçar as nobres finalidades da existência.


Logo, para um, a saúde é objetivo, para outro caminho.......


Dr.Bach pertence a linhagem que tem a saúde como caminho, fez-se, alçando-se (como dizia o matemático Isaac Newton , no século 17) ”sobre ombros de gigantes”. Entre tantos ombros, poderíamos citar aqueles mais conhecidos como Hipócrates (o pai da Medicina,460a.c.), Hildegard Bingen (monja beneditina alemã do século 11), Paracelsus (médico suíço do século 15), Samuel Hahnemann ( Pai da Homeopatia, século 18), Rudolf Steiner(Pai da Antroposofia, século 19).... , além de todo o sistema de cura oriundos do Oriente e da Índia, já existentes milhares de anos anteriores a Hipócrates!


Portanto, a visão absoluta da saúde, de espantoso desenvolvimento e pesquisa oriundas do ocidente, têm estado coerente com o desenvolvimento da mente social e material da humanidade, mas trata-se na verdade de ser uma das duas vertentes que alimenta uma poderosa e deslumbrante Cachoeira que é a preservação de uma força chamada Vida.


Mas, Vida para quê?........



Perguntas essas, motivadoras `a uma reflexão mais ampla, visto que a passagem de todos os seres neste planeta tem um tempo determinado. Lutamos por saúde e vida na certeza que um dia perderemos a batalha!.....


Compreendo que a partir desta perspectiva, a dimensão de saúde e vida se ampliam para além do bem-estar e mergulham num propósito que transcende o pessoal e adentra no transpessoal.


Ou seja, a saúde não é um bem pessoal, mas um compromisso com a força de vida que se manifesta em mim, e que quer se aperfeiçoar em todas as suas dimensões: física, emocional, mental e espiritual.


Dr.Bach, fez do seu sistema de cura uma trilha neste compromisso com esta força de vida. Nas suas 38 essências, do Impatiens ao Mustard temos uma estrada, um fio condutor do qual não devemos nos afastar e que nos confronta com as etapas a serem experiênciadas. Nos dá os modelos a serem seguidos e nos põe em contato com a fonte de perfeição, com a arte manifesta do Criador, as flores.

Ele sinaliza o caminho para uma vida que vale ser vivida, nutrida, cuidada, aperfeiçoada e entregue para as gerações futuras, num fluxo infinito e contínuo de Amor.


Tereza Guimarães

Primavera 2019

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square